Como utilizar o marketing pessoal estrategicamente?

0
108
Planilhas Prontas em Excel

O marketing corresponde a uma área do conhecimento repleta de ramificações, onde cada veia aborda e se especializa em torno de uma função. Aperfeiçoar a abordagem de indivíduos e suas percepções sobre a realidade marca o objetivo do marketing pessoal.

O relacionamento entre uma marca e um sujeito é marcado por impressões, formação de opiniões com base no julgamento imediato gerado pela intuição. Regido pelas preferências de cada entidade, a marca tenta conciliar a impressão do ouvinte à identidade própria.

Neste sentido, marca não significa apenas o símbolo de uma empresa. Marca é um conjunto de ideias e contribuições condensadas em um sinal gráfico, representante de uma entidade pública, privada ou outra pessoa, como um profissional autônomo. 

Em geral interligada à venda de produtos ou prestação de serviços, a marca é um conceito próprio da nova fase do marketing, correspondente ao período pós-industrial, onde a procura ativa por clientes cede espaço à atração passiva destes. 

São esses os significados em torno dos termos Outbound e Inbound Marketing, estratégias distintas e profundamente relacionadas ao desenvolvimento do conceito de marca aplicado em uma abertura de empresa em São Paulo de qualquer segmento.  

O processo outbound, mais antigo, consiste na interpelação do potencial cliente usando canais como vendedores, atendentes de telemarketing e outros meios de contato direto. O foco paira sobre o produto e torná-lo conhecido.

A iniciativa inbound revoluciona o marketing a partir da transferência de foco do produto ao cliente. Surge então a posição da marca como símbolo de uma ideia a ser adquirida pelo consumidor antes da efetuação da compra, medida através de graus de compatibilidade. 

Sob a lógica do inbound que se constrói o marketing pessoal, uma série de técnicas para criação e condensação de uma personalidade para uma marca, ou seja, um ente inanimado e abstrato, com características que emulam uma personalidade humana. 

Marketing pessoal: identificação e divulgação

O marketing pessoal é marcado por sua abordagem voltada à pessoa física como objeto da publicidade. Isso significa que a empresa cede espaço, neste contexto, ao profissional, o indivíduo autônomo que deseja demonstrar suas qualificações. 

É possível para uma pessoa física utilizar métodos de marketing de conteúdo para conquistar uma vaga de emprego ou oportunidades concorridas, como posições mais altas em uma companhia ou maior relevância de sua imagem na discussão pública. 

O marketing pessoal se estende desde o mundo dos influenciadores digitais até os portfólios e currículos online, onde o trabalhador exibe suas competências e diferenciais. O indivíduo então se torna vetor direto do produto, sem intermediários. 

A força de trabalho em uma abertura de empresa contabilidade e o tempo despendido em atividade são valores que podem ser mensurados em moeda, sendo o marketing pessoal responsável por transformar itens intangíveis em produtos com preços palpáveis. 

Desta forma, o indivíduo integra características pessoais às estratégias de atuação próprias de uma empresa, construindo uma identidade profissional, com ações ordenadas, ao passo que ainda humana. Une-se a identificação intuitiva à credibilidade corporativa. 

Uma estratégia eficiente de marketing pessoal desenvolve os aspectos da identificação e da divulgação simultaneamente. A harmonia entre as ferramentas usadas em ambas as fases cria um resultado limpo, ausente de informações incompatíveis. 

A criação de uma imagem profissional

A identificação consiste na formação de uma imagem pessoal clara, ou seja, o processo em que o profissional entende como pode agregar valor na empresa seladora de pedal ou operação que vier a fazer parte. Seu desenvolvimento parte das seguintes proposições: 

  • Delimitação do objetivo;
  • Definição de uma voz;
  • Criação de diferenciais;
  • Especialização do conhecimento. 

Sem as quais a segunda etapa é comprometida. A negligência com a construção de uma identidade profissional, causada pela urgência em divulgar sua imagem para empregadores e clientes é uma das causas para o fracasso de muitas estratégias de marketing pessoal. 

Delimitando um objetivo

Um profissional que opera no ramo da advocacia condominial detém um ponto de partida para a criação de sua identidade profissional, que é sua experiência neste setor jurídico. No entanto, este fator inicial deve ser explorado de maneira mais profunda. 

Definir um objetivo profissional pode ser uma tarefa difícil diante das muitas oportunidades que uma carreira oferece, sendo esta a razão que acentua a importância da criação de um plano de metas restrito. 

O marketing pessoal pode ser visto como uma linha do tempo com pontos de entrada e saída, onde o trecho final decide o encaixe de todos os elementos intermediários. O tipo de abordagem e ferramentas usadas variam de acordo com o resultado que pretende gerar. 

O objetivo a ser delimitado pode ser obter uma recolocação no mercado em uma função e posição hierárquica parecida com cargos anteriores, novas posições de maior destaque ou a obtenção de clientes para contratos temporários com diversas empresas. 

Definindo uma voz

A voz neste contexto designa o estilo empregado na comunicação com a audiência. Isto inclui o planejamento da estratégia de produção de conteúdo, as mídias a serem utilizadas e o tom da mensagem, variando entre níveis de formalidade e informalidade.  

Um especialista em gestão de infraestrutura de TI que escolha como estratégia de produção de conteúdo a publicação de artigos deve definir o tipo de interação que deseja estabelecer com o interlocutor, de acordo com o objetivo traçado anteriormente. 

Definir uma voz passa por especificar se a comunicação acontecerá em primeira ou terceira pessoa, se haverá abundância de termos técnicos ou será escolhida uma linguagem popular, se o conteúdo será de rápida ou lenta digestão, entre outros. 

Criando um diferencial

O marketing pessoal é um trabalho de análise interna e externa. Isso significa que os esforços para a construção de uma imagem relevante e persuasiva dependem do que o profissional tem a oferecer em relação aos seus concorrentes. 

O mercado de trabalho e as grandes oportunidades são alvos de profunda disputa. Milhares de indivíduos buscam alcançar o mesmo objetivo traçado pelo seu plano de metas. É necessário apresentar um diferencial que se destaque no mar de candidaturas.  

Uma vaga de alto prestígio em uma assessoria contábil em São Paulo recruta profissionais com as mesmas especificações técnicas que o profissional envolvido nas táticas de marketing pessoal. Além dele, existem outros que se enquadram nos critérios. 

Experimentar a aplicação direta do marketing pessoal, um processo que envolve tentativa e erro, produz conhecimentos importantes sobre si e sobre o que é necessário aprimorar. O profissional deve estudar sua concorrência em busca de chances de se destacar.

O domínio de uma tecnologia nova, opcional para a profissão, mas de alto valor para o mercado, uma experiência com determinadas empresas ou na abertura do próprio empreendimento, entre outros aspectos, são exemplos de diferenciais. 

Aprimorando especializações

Há quem diga que inovar começa por fazer o básico bem-feito, um conceito com raízes na realidade. O diferencial de um profissional é muitas vezes definido como a inclusão de uma atividade nova no currículo, quando por vezes é necessário apurar habilidades básicas. 

Um profissional capaz de criar recursos com eficiência e eficácia será sempre valioso para seu mercado, independentemente do setor em que se está inserido, seja em processos administrativos ou confecção de produtos para limpeza de piscina

Portanto, diante do cenário dos mercados globais da contemporaneidade, o profissional não deve descuidar de sua formação mais básica, buscando o que for necessário para aprofundar suas especializações. 

A divulgação de uma marca

Diante um cenário onde foi construída uma imagem profissional robusta e confiável, o profissional deve escolher os melhores meios de divulgação, de forma a comunicar esses valores ao público. Dentre as estratégias de divulgação usadas estão: 

  • Uso inteligente das redes sociais; 
  • Criação de um canal associado; 
  • Desenvolvimento de portfólio; 
  • Presença em eventos da área e voluntariados. 

Identificação e divulgação são fases interligadas do desenvolvimento de uma estratégia de marketing pessoal, sendo assim imprescindível o uso correto das ferramentas de publicação de conteúdo, em especial para ambientes online, transformando planejamento em prática.

Uso inteligente das redes sociais

As redes sociais são interfaces de interação entre indivíduos e empresas do mundo inteiro, diversificadas em propostas que moldam o tipo de conteúdo adequado para cada plataforma. Diversificar conteúdo é vital para uma maior relevância.

Uma parcela das mais famosas redes sociais disponíveis permitem a publicação de extensos blocos de texto, considerando esta modalidade de conteúdo importante para o seu funcionamento. A depender da proposta, o profissional pode variar sua abordagem. 

A dinâmica de postagens afeta a dinâmica de visualizações, comentários e outras formas de engajamento. Outras plataformas defendem uma abordagem mais fluída, priorizando conteúdos menores e de rápida digestão. 

Criação de um canal associado

Entre os canais mais comuns associados às redes sociais estão as plataformas de publicação de artigos no formato de revista eletrônica, como blogs e sites, e plataformas de hospedagem de vídeos de curta, média e longa duração.

Desenvolvimento de portfólio

Um profissional liberal que trabalha com a produção de brindes para cesta básica de natal exige aos seus possíveis clientes uma amostra de seu trabalho. Desta forma funciona o portfólio: um catálogo de projetos que demonstra as habilidades do especialista. 

Eventos e voluntariados

Uma forma de estender contatos para além do ambiente virtual é frequentar eventos da área de atuação como congressos e feiras para networking. O ingresso em serviços voluntários vinculados à atividade ajuda a enriquecer o portfólio do profissional. 

Conclusão

Com todos os pontos colocados neste artigo, certamente, ficou mais fácil entender o que é o marketing pessoal, bem como de que forma fazê-lo ser mais estratégico. Agora basta começar o seu planejamento e colocar a técnica em ação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Planilhas Prontas em Excel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, digite seu nome